Fronteira com o Brasil, a área mais violenta do Paraguai

         5 min. da leitura O foco da violência no Paraguai é a área noroeste, que faz fronteira com o Brasil. (Wikimedia) O Atlas da Violência na América Latina produz dados e caracterizações surpreendentes e sérios. O trabalho, coordenado por Juan Solís Delgadillo e Marcelo Moriconi, indica que no Paraguai as cidades mais violentas são Leia mais… »

Serpaj apresenta livro sobre educação durante a ditadura stronista

         O terceiro volume do livro "Relações entre autoritarismo e educação no Paraguai 1869 – 2012" foi apresentado na terça-feira, 20 de novembro, no Museu das Memórias. (Ciência do Sul)          1 min. Leitura A organização Serviço de Paz e Justiça (SERPAJ-Paraguai), com apoio da Diakonia, apresentou na terça-feira 20 o terceiro volume de uma Leia mais… »

70 anos da faculdade nascida no meio da ditadura

         Sede da Faculdade de Filosofia da UNA. (UNA.py)          2 min. de leitura Por Mary Monte de López Moreira * No final de 1947, um movimento de opinião foi consolidado para enfatizar a necessidade de criar uma Faculdade de Filosofia no Paraguai e, conseqüentemente, os intelectuais membros desse grupo, junto com estudantes e professores Leia mais… »

Fundamentalismo científico e científico

         3 min. de leitura O termo "fundamentalismo" surgiu nos Estados Unidos, nos círculos religiosos protestantes. Foi em 1927 que o fundamentalismo científico (19459008) (fundamentalismo científico) apareceu pela primeira vez em um livro de 1927 intitulado The Builders of North America o trabalho de Ellsworth Huntington e Leon Fradley Whitney, ambos membros da American Eugenics Leia mais… »

Don Ramiro

         2 min. de leitura Por Monica Bustos * Uma sala de embarque quase vazia, uma pista sem aviões e um homem sentado de costas. Pausa Procuro a imagem ideal, que nada está fora de foco, lá, congelamos essa imagem. Predominam as cores frias. Ele está sozinho Vejamos isso por um momento a partir daqui, Leia mais… »

Por que a filosofia deve interessar o cientista?

         11 min. de leitura Nos séculos XVII e XVIII, não havia tal divisão nas terras do conhecimento entre filosofia e ciência como é hoje. Os cientistas eram conhecidos como "filósofos naturais" e a ciência foi vista mais como uma nova filosofia do que como uma atividade fundamentalmente diferente. No entanto, se essa divisão tivesse Leia mais… »